Modelo binomial de opções compostas:

o caso da avaliação de um fundo imobiliário

Palavras-chave: FUNDO IMOBILIÁRIO. APREÇAMENTO. OPÇÃO COMPOSTA. MODELO BINOMIAL. DERIVATIVOS.

Resumo

O presente artigo trata da aplicação de um modelo de apreçamento na avaliação das cotas seniores de um Fundo de Investimento Imobiliário no Brasil. O modelo utilizado é o binomial de opções compostas, desenvolvido por Freund (2013) para a avaliação de cotas seniores, mezanino e subordinadas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). Esse modelo considera diversos fatores que influenciam no apreçamento dessas classes de cotas, tais como nível de subordinação, volatilidade, taxas de juros, taxas de inadimplência, prazo de duração do fundo, bem como características relacionadas ao fluxo de caixa das amortizações. Os resultados da avaliação das cotas seniores de um fundo imobiliário indicam que os preços observados no mercado estavam superavaliados em relação aos obtidos pela modelagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Magalhães da Silva, Universidade Estácio de Sá e Universidade Federal Fluminense

Professor da Universidade Estácio de Sá e da UFF. Professor com Bolsa de Pesquisa Produtividade da Universidade Estácio de Sá. Doutor pela Coppe/UFRJ. Mestre em Administração pela Coppead/UFRJ.

Alexius Viktor de Andrade Freund, Analista do Banco Central do Brasil.

Doutor pela Coppead/UFRJ. Mestre em Administração pela Erasmus University (Holanda)

Eduardo Facó Lemgruber

Professor Aposentado da Coppead/UFRJ.

Publicado
2018-08-10
Como Citar
Silva, A. C. M. da, Freund, A. V. de A., & Lemgruber, E. F. (2018). Modelo binomial de opções compostas:. Revista Vianna Sapiens, 9(1), 24. https://doi.org/10.31994/rvs.v9i1.287