As rotinas de orçamento como lócus para estudos sobre as rotinas organizacionais:

um ensaio teórico

Palavras-chave: ROTINAS ORGANIZACIONAIS, ORÇAMENTO EMPRESARIAL, PERSPECTIVA PROCESSUAL.

Resumo

As rotinas organizacionais passaram a ser vistas como generativas e com um potencial para a mudança contínua. O presente ensaio teórico alega que as rotinas do orçamento empresarial (budgeting) representam uns lócus adequado para estudos sobre a dinâmica das rotinas (Routine Dynamics), relacionando esses temas, sob a ótica processual e a lente dos Estudos Organizacionais. Os orçamentos são processos que integram o sistema de controle e planejamento das empresas e interagem com rotinas adjacentes. Destaca-se que existem sugestões para que se estude ‘como’ os orçamentos são usados. Assim, cabe considerar como são percebidas as combinações e adaptações das rotinas orçamentárias, havendo uma dinâmica interna subjacente e como podem ser percebidos como úteis. Os orçamentos também tratam do sub-tema dos artefatos, pois são considerados como um instrumento de gestão preponderante. Portanto, sugere-se uma agenda de pesquisa empírica com as abordagens deste debate e o enfoque na ecologia das rotinas orçamentárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-08-10
Como Citar
Broman, S. L. de S., & Rocha-Pinto, S. R. da. (2018). As rotinas de orçamento como lócus para estudos sobre as rotinas organizacionais:. Revista Vianna Sapiens, 9(1), 24. https://doi.org/10.31994/rvs.v9i1.361