AUTOMAÇÃO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE UMA CERÂMICA:

Estudo de Exemplo como fonte produtiva de ideias

Palavras-chave: Automação; Produção; Processo; Cerâmica; Redução de Custos.

Resumo

Resumo: Esse estudo analisa o processo de automação de uma cerâmica, com a finalidade descrever como a automação pode contribuir na melhoria dos processos produtivos e na redução de custos. Em termos metodológicos, este estudo tem caráter descritivo e emprega o método de Estudo de Exemplo como fonte produtiva de ideias, para tal, foi realizada visita às instalações da empresa e coleta de dados com os gestores, aferindo assim, variáveis qualitativas de caráter nominal. É comprovado que automatizar processos produtivos requer elevado investimento, mas em contra partida é uma forma de redução de custos, pois proporciona: diminuição no tempo de produção, melhoria da qualidade do produto, menor intervenção humana o que reduz a quebra de produto e a insalubridade do trabalhador, diminuição do quadro de funcionários e assim redução de custos com a folha de pagamento e processos trabalhistas, eliminação de gargalos pela supressão de tarefas manuais, redução no desperdício de matéria-prima em relação ao produto final, otimização de espaços, redução do estoque e resposta rápida às solicitações do mercado, além de utilização de combustível mais barato, com redução na demanda de energia térmica e diminuição das emissões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Barbara Costa

Doutora em Administração pela Universidad de la Empresa (UDE). Mestre em Administração pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Pós-graduada em Comunicação Empresarial e em Marketing. Publicitária e Administradora. Professora de Comunicação e Marketing no Centro Universitário Max Planck e no Centro Universitário de Jaguariúna - UNIFAJ. Especialista em Regulação Externa da Universidade Positivo (UP)

Regiane Cardoso Oliveira

Especialista em Engenharia da Produção pelo Centro Universitário Internacional – UNITER e Administradora. Professora de Administração da Produção na Graduação FAESB - Faculdade de Ensino Superior Santa Bárbara. 

Referências

AMCHAM. Departamentos jurídicos das empresas precisam ser proativos para reduzir passivo contencioso e custos envolvidos. Publicado em 14/09/2011. Disponível em: http://www.amcham.com.br/impactos-legislativos-e-juridicos/noticias/departamentos-juridicos-das-empresas-precisam-ser-proativos-para-reduzir-passivo-contencioso-e-custos-envolvidos. Acesso em 08 jun. 2016.

ANICER - Associação Nacional da Indústria Cerâmica. SETOR. Disponível em: http://portal.anicer.com.br/setor/. Acesso em 23 abr. 2016.

ARAÚJO JUNIOR, Antônio Pereira; CHAGAS, Christiano Vasconcelos; FERNANDES, Raphaela Galhardo. Uma rápida análise sobre automação industrial. Redes para Automação Industrial. DCA-CT-UFRN, Natal, 2003.

BARBOSA, Dolly Santos et al. Controle e Automação na Indústria Cerâmica: Estudo de Caso na Fabricação de Porcelanato do Brasil. Cerâmica Industrial, v. 13, n. 4, julho/agosto, 2008.

BARRUCHO, Luís Guilherme. Conheça dez áreas com escassez de mão de obra. BBC Brasil. Publicado em 04 set. 2014. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/09/140903_salasocial_eleicoes2014_profissoes_escassez_lgb. Acesso em 19 mai. 2016.

CASTRO, Francisco. A força e a importância da construção civil na economia brasileira. Publicado em: 19/06/2012. Disponível em: http://www.franciscocastro.com.br/blog/?p=1183. Acesso em: 19 abr. 2016.

CBIC - Câmara Brasileira da Indústria da Construção. PIB 2015. Publicado em: 03/03/2016. Disponível em: http://www.cbicdados.com.br/menu/home/pib-2015. Acesso em: 19 abr. 2016.
CERETTA, Luciano Tomas. Estudo de um Sistema de Automação – Máquina Construtora de Tijolos. Trabalho de Graduação em Engenharia Mecânica da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ, como requisito para obtenção do grau de Engenheiro Mecânico. Panambi, 2014.

CNI - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. 101 propostas para modernização trabalhista. Brasília: CNI, 2012. 136 p.

GAITHER, Norman; FRAZIER, Greg. Administração da Produção e Operação. 8 ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2007.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2006.

GRIGOLETTI, G de C; SATTLER, M. A. Diagnóstico Ambiental de Indústrias de Cerâmica Vermelha do Estado do RS. Anais do 45º Congresso Brasileiro de Cerâmica. 30 de maio a 2 de junho de 2001, Florianópolis, 2001.

HENRIQUE JUNIOR, Maurício Francisco. Manual de Fornos Eficientes para Indústria de Cerâmica Vermelha. Rio de Janeiro: INT/MCTI, 2015. 61p.

KOPELVSKI, Maycon Max. Teoria de CLP. Mar/2010. Ver 00. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia São Paulo, 2010.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo, Atlas, 2006.

NOVACER. Investimento em automação traz economia para cerâmica de SP. Publicado em 25 fev. 2016. Disponível em: http://novacer.com.br/investimento-em-automacao-traz-economia-para-ceramica-de-sp/. Acesso em 19 mai. 2016.

PAREDE, Ismael Moura; GOMES, Luiz Eduardo Lemes. Eletrônica: automação industrial. São Paulo: Fundação Padre Anchieta, 2011 (Coleção Técnica Interativa. Serie Eletrônica, v. 6)

RIBEIRO, Marco Antônio. Automação Industrial. 4ª Edição. Tek Treinamento & Consultoria Ltda; Salvador, 2001.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernándes; LUCIO, Pilar Baptista. Metodología de la investigación. 4ª edição, México, McGraw-Hill, 2006.

SASSI, Sérgio. A Indústria Cerâmica Mundial na Era da Globalização. Cerâmica Industrial, v. 11, n. 2, março/abril, 2006.

SEBRAE. Cerâmica Vermelha para Construção: Telhas, Tijolos e Tubos. Estudos de Mercado SEBRAE/ESPM 2008. Relatório Completo – Setembro de 2008. Série Mercado. São Paulo: SEBRAE, 2008.

SEBRAE. Ideias de Negócios Sustentáveis: Indústria de Cerâmica. Brasília: SEBRAE, 2012.
SELLTIZ, Claire. et al. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: EPU, 1987.

VIERO, L.K. Industrialização da Construção Civil Pré-Fabricados em Concreto. Trabalho de Graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, como requisito para obtenção do grau de Engenheiro Civil. Santa Maria, 2008.
Publicado
2018-12-21
Como Citar
Costa, B., ARAUJO, R., & Oliveira, R. (2018). AUTOMAÇÃO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE UMA CERÂMICA:. Revista Vianna Sapiens, 9(2), 18. https://doi.org/10.31994/rvs.v9i2.461