Uma visão da segurança pública desenvolvida no complexo do alemão

  • Marcos Vinicius Romão da Silva Xavier
  • Carlos Eduardo Franco Azevedo
Palavras-chave: PNSP, SOFT POWER NEGATIVO, COMPLEXO DO ALEMÃO., TERRORISMO URBANO LOCAL POR COAÇÃO.

Resumo

O presente trabalho buscou evidenciar ações preemptivas adotadas nas atividades de segurança pública da cidade do Rio de Janeiro contra o Soft Power Negativo exercido pelo narcotráfico. Através de pesquisa qualitativa descritiva, buscou-se enumerar fatores que afetam a segurança pública na comunidade do Complexo do Alemão. Por meio da nova Política Nacional de Segurança Pública, foi possível avaliar as ações do governo com o intuito de evidenciar a preempção após o processo de pacificação da comunidade. Utilizou-se para alcançar os resultados os dados estatísticos apresentados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública, além da análise de fotografias consubstanciada por questionário aplicado aos moradores da comunidade. Como resultado, atentou-se em buscar problemas que ainda persistem dentro da comunidade, tornando a região em um terreno fértil para a proliferação do Soft Power Negativo exercido pelo poder paralelo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Vinicius Romão da Silva Xavier

Pós-Graduado em Gestão Pública Municipal pela UFF e MBA em Administração Estratégica pela UNESA, Pós-Graduando em Gestão em Administração Pública pela UFF, Graduando em Defesa e Gestão Estratégica Internacional pela UFRJ e Funcionário Público Estatutário da Marinha do Brasil. E-mail: lled20@hotmail.com

Carlos Eduardo Franco Azevedo

Doutor em Administração pela FGV, Graduado em Engenharia pela AMAN, Mestre em Operações Militares pela ESAO e ECEME, Especializado em Ciências Políticas e Estratégia. Docente da UFF. Email: francoazevedo@globo.com

Publicado
2017-11-13
Como Citar
Xavier, M. V. R. da S., & Azevedo, C. E. F. (2017). Uma visão da segurança pública desenvolvida no complexo do alemão. Revista Vianna Sapiens, 7(1), 27. Recuperado de https://viannasapiens.com.br/revista/article/view/191