PORQUE QUANTIFICAR O MEIO AMBIENTE?

  • Gláucia de Paula Falco PUC-Rio
Palavras-chave: MEIO AMBIENTE., ESCASSEZ., VALOR MONETÁRIO, GESTÃO AMBIENTAL

Resumo

Nos últimos 40 anos a preocupação com o meio ambiente aumentou muito. Como consequência deste fato foi preciso buscar novas ferramentas para auxiliar o gerenciamento eficiente dos recursos naturais. Neste sentido, a valoração econômica do meio ambiente tem sido apresentada como um instrumento chave na gestão ambiental. A valoração consiste em atribuir um valor monetário ao meio ambiente. Para tanto, diversos métodos têm sido propostos no campo de estudo das ciências econômicas, como os que aparecem recorrentemente na literatura especializada, entre estes: o método do custo da viagem, o método dos preços hedônicos e o método de valoração contingente. No entanto, associar um valor econômico para os ativos ambientais não tem sido uma tarefa simples, pois envolve uma gama de conceitos multidisciplinares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gláucia de Paula Falco, PUC-Rio

Economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2000)
Especialista em Métodos de Apoio à Decisão pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2002)
Mestre em Engenharia Elétrica pela PUC-Rio (2005)
Doutora pelo Departamento de Engenharia Elétrica da PUC-Rio (2010)
Professora do curso de Economia do Instituto Vianna Júnior/ FGV

Publicado
2017-09-18
Como Citar
Falco, G. de P. (2017). PORQUE QUANTIFICAR O MEIO AMBIENTE?. Revista Vianna Sapiens, 1(2), 28. Recuperado de https://viannasapiens.com.br/revista/article/view/23