A ANÁLISE DA ESPECIFICIDADE DE CONCEPÇÃO ESTRATÉGICA DE TRÊS SUBSIDIÁRIAS DE EMPRESAS MULTINACIONAIS

  • Dusan Schreiber
Palavras-chave: CONCEPÇÃO ESTRATÉGICA, MULTINACIONAIS., ORGANIZAÇÕES.

Resumo

A decisão de realizar o investimento direto no país estrangeiro e constituir uma unidade própria é tomada, na maioria das vezes, em conseqüência do aumento no volume de produção e com base em uma série de fatores e variáveis observáveis e conhecidos. As opções tradicionais de internacionalizar as operações consistem de (i) construção de uma planta fabril própria; (ii) de aquisição de uma empresa local, com marca própria e rede consolidada de clientes, fornecedores e parceiros; (iii) de associação a uma empresa local, através da modalidade de joint-venture. Cada uma das alternativas apresenta diferentes formas de configuração de recursos tecnológicos e gerenciais, tangíveis e intangíveis, capacidades e competências, disponibilizadas às subsidiárias para a sua coordenação. A pesquisa realizada pelo método de estudo de caso múltiplo apresenta resultados que evidenciam a alteração no direcionamento estratégico de três subsidiárias de multinacionais localizadas no sul do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dusan Schreiber

Doutor em Administração (UFRGS). Coordenador do mestrado em Indústria Criativa. Professor e pesquisador da UNIVERSIDADE FEEVALE. Professor do Programa de Qualidade Ambiental.

Publicado
2017-10-17
Como Citar
Schreiber, D. (2017). A ANÁLISE DA ESPECIFICIDADE DE CONCEPÇÃO ESTRATÉGICA DE TRÊS SUBSIDIÁRIAS DE EMPRESAS MULTINACIONAIS. Revista Vianna Sapiens, 5(2), 29. Recuperado de https://viannasapiens.com.br/revista/article/view/122