Proposta de gestão e dimensionamento de estoques em uma mercearia de pequeno porte

  • Jaíny Chaves Carrijo Instituto Federal de Minas Gerais
  • Tatielle Menolli Longhini
Palavras-chave: CURVA ABC. LOTE ECONÔMICO DE COMPRAS. MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. GESTÃO DE ESTOQUES.

Resumo

As organizações varejistas precisam dispor de uma devida gestão de estoque, para que tenham o produto certo, na hora e na quantidade certa para comercializar aos seus clientes. Diante disso, o presente estudo visa propor a gestão e dimensionamento de estoques para uma mercearia de pequeno porte, através da priorização dos itens de demanda constante mais lucrativos, utilizando a ferramenta da Curva ABC, e nos cálculos de índice de desempenho de estoques, como estoque de segurança, estoque máximo, ponto e tempo de reposição, e lote econômico de compras. O objetivo proposto foi alcançado, visto que os itens foram classificados de modo a identificar os itens mais representativos. A proposta de gestão de estoque para tais itens foi baseada nos índices calculados, os quais propuseram uma redução do número de pedido e um lote de compras maior, objetivando diminuir os custos com pedidos e tornar a estocagem dos produtos viável economicamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Maria Margarida de. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação: noções práticas. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

BAILY, Peter. et al. Compras: princípios e administração. São Paulo: Atlas, 2000.

BOISSEL, JP. Planning of clinical trials. J Intern Med, v. 255, p. 427-38, 2004.

CARVALHO, José Mexia Crespo de. Logística. 3. ed. Lisboa: Sílabo, 2002.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de materiais: uma abordagem introdutória. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

CHING, Hong Yuh. Gestão de estoques na cadeia de logística integrada. São Paulo: Atlas, 2001.

CORRÊA, Henrique L; CORRÊA, Carlos A. Administração de produção e operações: manufatura e serviços: uma abordagem estratégica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

CORRÊA, Henrique L; et al. Planejamento, programação e controle da produção: MRP II / ERP: conceitos, uso e implantação: Base para Sap, Oracle Applications e outros softwares aplicados à gestão. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

DIAS, Marco Aurélio P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1993.

EVERTON JUNIOR, Antonio. MPE: avanços importantes para as micro e pequenas empresas 2017-2018. Rio de Janeiro: Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, 2017. Disponível em: http://cnc.org.br/sites/default/files/arquivos/mpe_-_avancos_importantes_2017-2018.pdf. Acesso em: 25 mar. 2019.

FERREIRA, Calebe da Costa et al. Gestão de capital de giro: contribuição para as micro e pequenas empresas no Brasil. RAP, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/7018/5577. Acesso em: 20 abr. 2019.

FRANCISCHINI, Paulino G.; GURGEL, Floriano do Amaral. Administração de materiais e do patrimônio. São Paulo: Thomson Pioneira, 2002.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

KOTLER, P. Administração de marketing. São Paulo: Prentice Hall, 1998.


LETTI, G. C.; GOMES, L. C. Curva ABC: melhorando o gerenciamento de estoques de produtos acabados para pequenas empresas distribuidoras de alimentos. Update-Revista de Gestão de Negócios, v. 1, n. 2, p. 66-86, 2014.

LUSTOSA, et al. Planejamento e controle da produção. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

LOPRETE, Diego et al. Gestão de estoque e a importância da Curva ABC. Lins, 2009. Disponível em: http://www.unisalesiano.edu.br/encontro2009/trabalho/aceitos/CC35509178809.pdf. Acesso em: 20 abr. 2019.

LUCHEZZI, Celso. Gestão de armazenamento, estoque e distribuição - GAED. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2015.

MONKS, G. Joseph. Administração da produção. São Paulo: Editora Mc Graw-Hill, 1987.

MORAES, Giseli D. de Almeida. Tecnologia da informação na pequena empresa: Uma estratégia sobre sua contribuição à gestão estratégica da informação em empreendimentos industriais dos minidistritos de São José do Rio Preto – SP, 2005. Dissertação (mestrado) – USP, São Paulo, 2005.

MOREIRA, D. A. Administração da produção e operações. 2. ed. São Paulo: Thomson, 2002.

PEINADO, Jurandir; GRAEML, Alexandre R. Administração da produção: operações industriais e de serviços. Curitiba: UnicenP, 2007.

PINTO, C. V. Organização e gestão da manutenção. 2. ed. Lisboa: Edições Monitor, 2002.

PLOSSL, G. W. Production and Inventory Control. 2nd ed. Englewood Cliffs, New Jersey: Prentice Hall, 1985.

POZO, Hamilton. Administração de recursos materiais e patrimoniais: uma abordagem logística. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf. Acesso em: 10 maio 2019.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SAMANEZ, C. P. Engenharia econômica. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

SANTANA, Silvio Leonardo Tulio. Gestão de Estoque: um estudo de caso numa indústria alimentícia. Monografia de especialização (Especialização em Engenharia de Produção) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Ponta Grossa, 2014. Disponível em: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/5913/1/PG_CEEP_2014_1_24.pdf. Acesso em: 28 abr. 2019.

SEBRAE. Como montar uma mercearia. 2000. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-mercearia,0d187a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD. Acesso em: 15 abr. 2019.

SEBRAE: Sobrevivência das empresas. 2016. Disponível em: https://datasebrae.com.br/sobrevivencia-das-empresas/. Acesso em: 24 abr. 2019.

SEBRAE. Anuário do trabalho nos pequenos negócios: 2015. 8.ed. Brasília, DF: DIEESE, 2017. Disponível em: https://www.dieese.org.br/anuario/2017/anuarioDosTrabalhadoresPequenosNegocios.pdf. Acesso em: 17 mar. 2019.

SEBRAE: Perfil das microempresas e empresas de pequeno porte. 2018. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/RO/Anexos/Perfil%20das%20ME%20e%20EPP%20-%2004%202018.pdf. Acesso em: 28 abr. 2019.

SILVA, Renaud B. Administração de material: teoria e prática. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Administração de Material, 1981. v.l.

SILVEIRA, Denise Tolfo; CÓRDOVA, Fernanda Peixoto. A pesquisa científica. 2012. Disponível em: http://www.cesadufs.com.br/ORBI/public/uploadCatalago/09520520042012Pratica_de_Pesquisa_I_Aula_2.pdf. Acesso em: 20 abr. 2019.

SLACK, Nigel; et al. Administração da produção. 3. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

TADEU, Hugo Ferreira Braga. Gestão de estoques: fundamentos, modelos matemáticos e melhores práticas aplicadas. 1. ed. São Paulo: CENGAGE, 2010.

THIOLLENT, Michael J. M. Metodologia da pesquisa-ação. 3. ed. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1986.

TÓFOLI, I. Administração financeira empresarial. São José do Rio Preto: Raízes, 2012.

TUBINO, Dalvio Ferrari. Planejamento e controle da produção: teoria e prática. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2009.

VENANZI, Délvio; SILVA, Orlando Roque da. Gerenciamento da produção e operações. 1. Ed. Rio de Janeiro: LTC, 2013.

ZIMMERER, T. W; SCARBOROUGH, N. M. Essentials of small business management. New York: Macmillan college, 1994.
Publicado
2020-08-29
Como Citar
Chaves Carrijo, J., & Menolli Longhini, T. (2020). Proposta de gestão e dimensionamento de estoques em uma mercearia de pequeno porte. Revista Vianna Sapiens, 11(2), 29. https://doi.org/10.31994/rvs.v11i2.657